Caminhos de Trilhas da Sabedoria – Vampiro A Máscara🥇

“Caminho”, ou Viae em latim, são termos usados ​​pelos vampiros para descrever as filosofias que servem como códigos artificiais de honra e moralidade para sua espécie.

Visão Geral

O objetivo principal de uma estrada é suprimir ou controlar a Besta dentro do vampiro (e, como com muitos outros aspectos do jogo, as estradas mostram sinais de terem sido influenciadas pela Igreja Católica Romana do Dark Medieval). Cada personagem recebe uma estrada durante a criação do personagem. Embora o Caminho da Humanidade seja uma das filosofias mais amplamente praticadas, não é tão universal quanto o traço Humanidade em VTM.

Cada estrada tem dez fileiras, com 10 quase perfeitamente sintonizado com o caminho e 1 mal no controle. Essas classificações tendem a variar ao longo da não-vida de um personagem. Cada estrada tem uma hierarquia de pecados diferente, que lista quais ações exigem um papel de degeneração para um personagem com uma determinada classificação de caminho.

Além disso, Dark Ages: Vampire adicionou Caminhos opcionais a cada estrada, o que permitiu que um personagem se concentrasse em um aspecto particular das crenças da estrada. Cada Caminho adiciona um conjunto adicional de Pecados à Estrada da qual se origina. A edição revisada das regras também introduziu Auras que deu àqueles próximos a um seguidor da estrada um sentimento particular sobre aquela pessoa, bem como expandiu as estradas para religiões completas, tanto que uma estrada socialmente se tornou tão importante quanto o clã.

Aspectos de Interpretção (Rolepaying)

As estradas são tratadas como mais do que apenas uma estatística ou mesmo uma filosofia. Embora não sejam tão organizados como alguns outros grupos, como as seitas da era V: TM, indivíduos conhecidos como sacerdotes cinzentos supervisionam o crescimento e a manutenção de suas estradas. Os Sacerdotes são responsáveis ​​por instruir os iniciados na Estrada, conduzir rituais, supervisionar festivais e pesquisar escritos antigos sobre a Estrada e a Besta. Essencialmente, eles compartilham os deveres de seus equivalentes mortais na Igreja.

Um dos aspectos mais interessantes das estradas é sua diversidade. Enquanto vários (Viae Humanitatis, Caeli e Regalis, por exemplo) são fáceis para os jogadores mortais se relacionarem, outros oferecem uma ampla gama de processos de pensamento muito desumanos para os personagens abraçarem. Alguns clãs, como os Capadócios, estão unidos por uma Estrada favorita, tanto quanto suas Disciplinas e sangue.

Caminhos na Primeira Edição

Rulebook Roads – a seguir foram as estradas originais criadas na primeira edição. [1] Vários deles foram usados ​​ou reincorperados como caminhos de acordo com as regras da edição revisada.

  • Caminho of the Beast, que se tornou um Caminho principal na versão Reviseda.
  • Caminho do Sangue, que permaneceu como um Caminho secundário para os Assamitas.
  • Caminho da Cavalaria, que se tornou um Caminho na Caminho dos Reis.
  • Caminho do Diabo (Via Diabolis), que foi retrabalhada na versão Revisada para se tornar o Caminho do Pecado.
  • Caminho do Paraiso, que se tornou um Caminho principal na versão revisada.
  • Caminho da humanidade, que se tornou o principal Caminho na versão revisada.
  • Caminho do Paradoxo, que permaneceu como uma estrada secundária para os Ravnos.
  • Caminho de Typhon, que se tornou a menor Caminho da Serpente para os Setitas.

Caminhos na Versão Revisada

Estradas primárias – há cinco estradas principais listadas na edição revisada. [2] Cada uma dessas estradas tem quatro caminhos associados a ela. V20 Dark Ages acrescenta uma sexta estrada principal.

  • Caminho da Besta (Via Bestiae), que abraça a Besta.
  • Caminho do Paraiso (Via Caeli), que ensina que os vampiros são parte do plano de Deus e devem agir de acordo.
  • Caminho da Humanidade (Via Humanitatis), que ensina que os vampiros são semelhantes aos humanos em mente e alma.
  • Caminho dos Reis (Via Regalis), que tem como foco a aquisição de poder.
  • Caminho dos Pecados (Via Peccati), que ensina que os vampiros devem se entregar à sua natureza como seres condenados.
  • Caminho de Lilith (Derech Lilith), que se concentra nas lições da Mãe Negra (introduzida na Idade das Trevas V20).

Estradas secundárias – existem sete estradas específicas do clã também mencionadas. [3] Eles são:

  • Trilha do Sangue (Via Sanguinus) dos Assamitas.
  • Trilha dos Ossos (Via Ossium) dos Capadócios.
  • Trilha da Metamorfose (Via Mutationis) dos Tzimisce.
  • Trilha da Noite (Via Noctis) do Lasombra.
  • Trilha do Paradoxo (Via Paradoxi) dos Ravnos.
  • Trilha da Serpente (Via Serpentis) dos Seguidores de Set Em vez disso,
    • O Caminho de Set é apresentado em V20 Dark Ages.
  • O Caminho do Abismo – mencionada como uma pequena modificação da Road of Bones, já que essas duas estradas menores compartilham algumas semelhanças misteriosas. [4]

NOTA: Os Caminhos principais na edição revisada, especialmente o Caminho dos reis e o Caminho do pecado, são muito mais largas do que suas antecessoras. Vários personagens de Vampiro: A Idade das Trevas que foram descritos como seguidores do Caminho da Humanidade e deveriam ser convertidos para um Caminho mais adequado se as regras de Idade das Trevas: Vampiro caso fossem fossem usadas. por exemplo: Lucita de Aragão descrita em Transylvania Chronicles como sendo uma seguidora do Caminho da Humanidadey, mas no livro; “Road of Kings” ela é descrita como sendo uma seguidora desse Caminho.

Caminhos Exóticos:

  • Tariq el-Bedouin (Estrada do Nômade) [5] (agora um Caminho da Estrada da Besta)
  • Tariq el-Harb (Estrada da Guerra) [6] (pode ser considerada uma Trilha da Estrada dos Reis)
  • Tariq el-Sama (Road of Heaven) [7] (semelhante à versão ocidental)
  • Tariq el-Shaitan (Road of the Devil) [8] (semelhante à versão ocidental)
  • Caminho da Comunidade (Tariq el-Umma) [9] (agora um Caminho da Estrada da Humanidade)
  • Caminho da Colmeia (Via Hyron) dos Baali. [10]
  • Caminho do Serviço (Via Servilis) das Gárgulas. [11]
  • Caminho dos Mortos (Via Einherjar) [12] (pode ser considerada uma Trilha da Estrada da Besta)
  • Caminho de Æsirgarð (Via Æsirgarð) [13] (pode ser considerada um Caminho da Estrada do Céu)
  • Caminho do Yasa (Via Yasaq) [14] da Anda (pode ser considerada um Caminho da Estrada da Besta)

NOTAS DE TRADUÇÃO

No original em inglês existem os “Roads” e os “Paths”, os Paths são derivações dos Roads. Roads em inglês, em uma tradução literal seria algo como “Estrada//Via” e “Path” em português seria algo como “Caminho/Trajeto”.

Neste texto foram utilizadas as versões de tradução que a editora Devir utilizou na publicação do Vampiro: Idade das Trevas (1E) no Brasil, cujo o tradutor da Editora Devir chamou os “Roads” de “Caminhos”, e no Vampiro: A Máscara (3E) em que o tradutor da Editora Devir traduziu “Path” (de Path of Enlightenment) como “Trilhas da Sabedoria”, mas outra possivel tradução seria “Caminhos de Esclarecimento/Iluminação”.

Referências

  1.  Vampire: The Dark Ages
  2. ↑ Dark Ages: Vampire Rulebook, chapter 3
  3. ↑ Dark Ages Storyteller Companion
  4. ↑ Players Guide to the High Clans, p. 176
  5. ↑ Veil of Night
  6. ↑ Veil of Night
  7. ↑ Veil of Night
  8. ↑ Veil of Night
  9. ↑ Veil of Night
  10. ↑ Clanbook: Baali
  11. ↑ House of Tremere
  12. ↑ Wolves of the Sea
  13. ↑ Wolves of the Sea
  14. ↑ Wind From the East

 

você pode gostar também
error: Opa! Quer usar nosso conteudo em algum ligar? Manda um Link pra essa pagina! Obrigado!